13 0

Por  em Blog

ELO_COWORKING_120810_040

Nesta sexta-feira (09/08), diversos espaços de coworking mundo afora abrem suas portas para quem quiser fazer um “teste drive” grátis. É o Coworking Day, que também conta a adesão de vários espaços brasileiros.

É uma oportunidade bacana para quem quer conhecer melhor as alternativas disponíveis no mercado e, quem sabe, achar um cantinho para chamar de seu. Confira aqui a programação completa.
Os espaços de coworking são cada vez mais numerosos e populares no Brasil. Segundo os organizadores do evento, são mais de 100 em todo o país.
Depois de trabalhar quase um ano em home office, também aderi recentemente ao “movimento”, portanto aproveito para compartilhar minhas impressões.
Primeiro, o lado bom:
Fim de expediente. A maior vantagem e principal motivação para trabalhar em um espaço de coworking, no meu caso, foi a possibilidade de ter uma rotina mais organizada e trabalhar menos. Sim, menos. Trabalhando de casa, meu horário de trabalho sempre acabava se estendendo muito além do previsto. Como eu não tinha horário para “ir embora” do escritório, era comum entrar madrugada adentro respondendo e-mails ou terminando tarefas que poderiam muito bem ser finalizadas no dia seguinte. Agora tenho hora para sair de casa e para voltar, o que ajudou a equilibrar melhor vida pessoal e profissional e aumentar a produtividade.
Contatos imediatos. Durante um ano, meus companheiros de escritórios eram apenas “virtuais”, pessoas com quem eu só me comunicava por e-mail, e, muito de vez em quando, por Skype – sem contar meus gatos, que não são lá muito falantes e, de vez em quando, resolviam sentar no teclado e formatar o computador enquanto eu levantava para ir ao banheiro. No coworking, tem sempre alguém de carne e osso por perto, mesmo que seja para dar um bom dia ou “esbarrar” no café. Já ouvi também muitas histórias de gente que conheceu clientes, parceiros e até sócios nestes espaços. Alguns até promovem eventos e happy hours para integrar o pessoal, o que é bem bacana.
Total flex. Uma grande vantagem para quem está começando é poder dar esse importante salto de profissionalização – ter um espaço respeitável para receber clientes e deixar de trabalhar de pijamas – sem ter que se comprometer com um contrato de aluguel de longo prazo, reforma, compra de móveis e todas as dores de cabeças associadas. Também dá pra usufruir de impressoras, scanners e outros serviços pagando apenas pelo consumo.
Por outro lado…
Quer pagar quanto? Na ponta do lápis, trabalhar em um espaço de coworking sai caro, principalmente se a “equipe” começa a crescer. Se sua empresa tem mais de duas pessoas, possivelmente já sai mais barato alugar uma salinha comercial em um prédio mais modesto que alugar duas posições de trabalho. Se são mais de três, não precisa nem pegar a calculadora. Mesmo os pacotes de grupo saem bem mais caros que um espaço próprio. Prepare-se para desembolsar uns R$ 800 se quiser usar um espaço como este durante o mês todo, em São Paulo. Se você for criativo ou cara de pau, há alternativas mais em conta, como cafeterias com Wi-Fi grátis ou aquele cantinho no escritório do seu amigo que está vago, por enquanto, e pode ser alugado a um precinho mais camarada.
Efeito “tartaruga”. Pois é, você vai ter que sair por aí carregando sua casa nas costas. Laptop, tablet, cartões, papéis importantes, garrafa de água… Tudo que você vai precisar ter às mãos para poder trabalhar terá que viajar com você todos os dias para o trabalho. Não é muito prático e, dependendo do seu itinerário, também não é lá muito seguro. Alguns espaços oferecem armários com cadeados, mas não se responsabilizam pelo que fica lá, então não vale a apena arriscar.
No fim das contas, o ideal é pesar todos os prós e contras e ver o que compensa mais para você. Já trabalhou em um espaço de coworking? Compartilhe aqui suas dicas e experiências.
Update: Como apontou o leitor Marcelo, há espaços que permitem sim guardar o notebook no armário, com segurança. Nossas costas agradecem!

Fonte: http://exame.abril.com.br/rede-de-blogs/startup-blog/2013/08/06/coworking-faca-o-teste-gratis/

Leave a comment

* required